sexta-feira, julho 07, 2006

run Lola run

Tem dias em que tudo está em paz, agora todos os dias são iguais...
Quando tudo parece que está se acertando vem um turbilhão e acaba comigo. Amo o Eduardo e estar com ele é tudo que preciso na maior parte do tempo, mas não posso sobrecarrega-lo e pedir que me salve sempre. Embora ele sempre me salve.
Falta grana e me falta alguma coisa que me faça acreditar que estou no caminho certo. Não sei se devo continuar a viver cada dia e aprender a esperar e ter esperança, se faço uma outra faculdade, se invisto em um nicho da minha carreira, sinceramente estou em duvida do que vale a pena profissionalmente no momento. As vezes vejo portas abrirem e fecharem na minha frente e fico revoltada, mas me conformo em ter algo ainda em que me sustentar.
Imagino que estou preparada pra fazer algo com maestria e na verdade vejo que esse algo não é para mim.
Fico aqui com meu St. Remy, tentando relaxar e esquecer mais uma rodada, buscando as alternativas viaveis pra me levantar moralmente.
Ninguem nunca está disposto a ajudar de verdade e as vezes qeu tento fazer algo de bom por alguem faço tudo errado como sempre...
me sinto como a menina que tudo qeu tocava virava ouro...