sábado, abril 29, 2006

O que você faz pra não ser assaltado?

Bom de cara, tranco as portas, fecho as janelas, almento os muros e tento jamais chamar muito atenção, se é que é possivel com meu cabelo vermelho-chapinha-reluzente...
Mas o que fazemos de verdade pra evitar que uma criança linda com cara de joelho se torne assaltante assassino ou sei lá mais o que? será que só se encarcerar é o canal? será que entulhar gente em celas apertadas e mofadas fará de alguem uma pessoa mais conciente, com medo de voltar pra lá? o que fazer pra acabar com essa desigualdade, com essa humilhação diária de ser brasileiro e não desistir nunca?
As perguntas mais importantes da nossa vida costumam não ter respostas. Ser ou não ser, eis a questão... qual o meu lugar nesse mundo se eu não acreditar num céu imaginário, onde as pessoas boazinhas vão se encontrar e as mazinhas vão queimar pra sempre, onde estará o juiz dessa merda toda que temos que engolir?
Me doi sim ver tudo isso. Me doi sim, ver uma criança que era meu aluno no sinaleiro pedindo pra limpar o vidro domeu carro. Me doi sim, ter medo de um bando de moleques que, por ter mais medo do mundo que eu, acaba cometendo as maiores atrocidades imaginadas.
Não to dizendo que só quem tem "condições" é que é filha da puta não, to dizendo é que o abismo que se coloca entre a gente é que faz com que cada vez mais eu me preocupe com as travas de casa, ou então que eu ache normal traficarem na minha esquina, afinal, em area de traficante os manos não querem confusão.
Doi sim... dói sim.

Um comentário:

Dany Franco disse...

Tem solução sim. Escola, emprego, saúde, moradia, saneamento básico... Não é nem um pouco simples. O problema é que ninguém se interessa em começar a resolver esses problemas.